Para utilizar esta página é necessário ter o JavaScript ativado.Dica do RioVagas: Como o Recrutador pode reduzir o recebimento de currículos fora do perfil - RioVagas






Dica do RioVagas: Como o Recrutador pode reduzir o recebimento de currículos fora do perfil

Muitos recrutadores se queixam por receberem muitos currículos fora do perfil da vaga. Primeiramente, é preciso entender que muitas pessoas estão desesperadas por um emprego e acabam enviando currículos para toda e qualquer vaga (o que já vimos se tratar de uma estratégia que não funciona). Sendo assim, recrutador, você sempre receberá currículos que não se encaixam na vaga ofertada. Entretanto, algumas pequenas mudanças na maneira de divulgar uma vaga, podem minimizar o problema:

Descrever as as atividades do cargo.

Muitos recrutadores se limitam a escrever apenas “atividades inerentes ao cargo” ou algo do tipo. Porém, uma descrição completa das atribuições do cargo, farão com que o candidato entenda melhor suas responsabilidades e avalie se é realmente capaz ou mesmo se deseja realizar as atividades descritas.

Informar bairro, salário e horário.

Em alguns casos esses pontos básicos são deixados de lado. Sem saber dessas informações, muitas pessoas enviam seus currículos, mas podem não ter disponibilidade para se locomover até o bairro da empresa, ou para cumprir o horário da vaga ou mesmo não achar atrativo o salário oferecido.

O setor de recursos humanos ou departamento pessoal já foi sinônimo de atividades burocráticas, relacionadas à folha de pagamento. Contudo, atualmente, em muitas empresas, esse espaço se tornou mais dinâmico e o gestor de recursos humanos se transformou em responsável por agregar talentos, motivar colaboradores e automatizar processos, reduzindo a burocracia. Em resumo, sua função é tomar medidas que deixem os funcionários mais satisfeitos e, consequentemente, mais produtivos. Mas, em tempos instáveis, como conseguir cumprir com essa responsabilidade? A área de recursos humanos está profundamente ligada às questões políticas, econômicas e sociais. Em um momento em que o Brasil passa por uma crise político-econômica, que impacta em diversos segmentos da economia, o profissional de recursos humanos tem à frente um cenário complexo para trabalhar. Dessa forma, destacamos 4 desafios que podem surgir pelo caminho:

1. Realizar Processos Seletivos Rigorosos;

Mesmo em meio à crise, as empresas não deixarão de fazer substituições em seu quadro funcional ou criar vagas. O que é preciso ter em perspectiva é que contratações equivocadas prejudicam a produtividade, sendo assim, os processos seletivos terão que ser mais rigorosos. Com mais rigor, é provável que eles se tornem mais longos também. O desafio, portanto, é conseguir administrar várias etapas dos processos de recrutamento e seleção, com dinamismo e objetividade.

2. Manter Bons Profissionais:

É algo lógico: se a empresa já tem um profissional cumprindo sua função de forma competente e satisfatória, é mais interessante ao empregador manter esse profissional, do que perdê-lo para outra empresa e precisar organizar outro processo seletivo para substituí-lo. As principais estratégias para evitar que talentos busquem outras empresas, são: promoções internas, aumento de salários, benefícios, e maior flexibilidade de horários.

3. Gerenciar Gerações:

Hoje, cada vez mais, jovens chegam a cargos gerenciais em empresas e, por outro lado, profissionais experientes estão se aposentando mais tarde. Dessa maneira, o gestor de recursos humanos precisa lidar com a variedade de idades e, mais do que promover a convivência pacífica, é necessário garantir que todas as gerações estejam alinhadas com os objetivos da empresa.

4. Comunicar-se Bem

Em tempos de crise, as incertezas crescem e o medo do desemprego é comum. Essa insegurança acaba por gerar desmotivação e queda da produtividade. Para contornar o problema, os gestores precisam investir na comunicação com os funcionários, deixando planos e objetivos claros, evitando, dessa forma, mal entendidos e imprecisões que podem gerar apreensão.

#ficaadica #riovagas #empregonorioehaqui

Gostou das dicas? Não deixe de comentar
Veja mais dicas, clicando aqui.





Responder